SOLUÇÕES EM PAUTA

Tecnologia continua no centro das ações em 2021

Tecnologia continua no centro das ações em 2021

CRESCER 27/01/21

Para Adriana Viali, head da Oi Soluções, tecnologia deve manter seu papel central nas organizações ao longo deste ano

 

O ano de 2020 colocou a tecnologia da informação no centro das estratégias corporativas, tornando-a um elemento fundamental para a sobrevivência dos negócios. Tudo indica que, passado momento crítico da crise, o protagonismo deve se manter este ano por conta dos resultados conquistados até aqui.

Essa nova realidade é fruto das transformações ocorridas ao longo do ano passado. “Enquanto a sociedade se adaptava às novas regras de convivência, as organizações passavam, simultaneamente, por uma profunda digitalização”, lembra a head da Oi Soluções, Adriana Viali. Mesmo com os diferentes graus de maturidade existentes entre as empresas, é certo que todas começam este ano com suas transições digitais a pleno vapor, com alguns componentes aparentemente irreversíveis, como a adoção do home office, a consolidação do e-commerce em novos patamares e a realidade dos canais digitais.

Nesse cenário, a tecnologia assume um papel central e, mais que isso, ganham ainda mais relevância iniciativas como analytics/AI, cloud computing e cybersecurity, cada vez mais presentes na agenda das empresas e permeando cada vez mais as áreas de negócios. “As capacidades de Inteligência Artificial, por exemplo, que, antes eram apenas consideradas para a automação do relacionamento com os clientes, entraram para a lista de prioridades”, afirma Adriana.

Isso fica claro em um dos estudos da IDC (International Data Corp.), realizado no final de 2019 e repetido em maio do ano passado. No primeiro, 49% das empresas tinham o objetivo de implantar tecnologias como analytics, inteligência artificial/machine learning. Este percentual saltou para 59% em maio de 2020 e é bastante plausível que seja ainda maior na próxima edição da pesquisa .

Estes números comprovam que, para enfrentar a crise, as empresas devem continuar acelerando a inovação por meio de soluções de tecnologia que tenham potencial de gerar agilidade, eficiência e diferencial competitivo. O uso de analytics e inteligência artificial, por exemplo, tem permitido traduzir todos os dados gerados ao longo dos anos em informações relevantes e de grande valor para os negócios.

Sua utilização na área de Segurança Pública possibilita a identificação de pessoas a partir da captura de dados por meio de câmeras. Esses dados são traduzidos e trabalhados para os órgãos de segurança com ação direta no combate à violência e melhoria da qualidade de vida do cidadão. No segmento de varejo, a implementação dessas tecnologias permite analisar o comportamento de clientes de lojas, mensurando, de forma anonimizada, quanto tempo permanecem no estabelecimento, quais horários de maior fluxo e qual a taxa de retorno, entre outros dados relacionados aos seus hábitos.

“Outra tecnologia que continuará sendo tratada como um habilitador ou acelerador de iniciativas de inovação e transformação é a Cloud”, prevê Adriana. Ela lembra que um estudo da IDC no Brasil aponta que 66% das empresas deverão ativar digitalmente seus modelos operacionais e terão o trabalho remoto incluído de forma permanente em suas políticas de recursos humanos. Nesse sentido, os serviços em nuvem tornam-se imprescindíveis para que as empresas alcancem esses objetivos. Na América Latina, 48% das empresas ouvidas pela consultoria informaram que têm planos de investir em IoT/Edge Computing, fazendo da Cloud um serviço essencial para a transformação digital dessas empresas.

Com tudo isso, a segurança cibernética se mantém como prioridade. “Na Oi Soluções, tivemos um crescimento da demanda e consequentemente do tráfego na rede, que aumentou em média cerca de 40%”, revela Adriana, lembrando que as organizações que já vinham apostando em segurança aceleraram esses investimentos justamente para que o acesso remoto fosse feito de forma segura por todos os colaboradores. “Com isso, nossa unidade de Segurança registrou um crescimento de 212% nas vendas dos serviços no período de abril e maio, comparado com a média do primeiro trimestre do ano”, diz.

Adriana lembra que, graças à tecnologia, muitas empresas conseguiram atravessar o período mais crítico garantindo a continuidade dos negócios, otimização de custos, resiliência e investimentos direcionados para a retomada do crescimento. “Vimos empresas revisitarem suas rotinas, implantarem novos serviços, mudando o perfil do dia para a noite. Hoje, mais do que nunca, temos certeza de que a tecnologia continuará sendo um grande elemento de inclusão e de geração de receitas. E, com certeza, a implantação e o uso de novas tecnologias é um caminho que não tem mais volta”, conclui.

 

Vamos construir um futuro juntos?
CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE O QUE A OI SOLUÇÕES OFERECE

Você pode gostar

Usamos cookies pra melhorar sua experiência de navegação, personalizar conteúdos e anúncios. Pra mais informações, veja nossaPolítica de Privacidade. Fechar