SOLUÇÕES EM PAUTA

Serviços em nuvem tornam-se prioritários durante a pandemia

Serviços em nuvem tornam-se prioritários durante a pandemia

CRESCER 25/11/20

Pesquisa da IDC aponta os impactos da pandemia no mercado brasileiro de TI e mostra que a cloud computing é fundamental para levar empresas ao próximo nível de digitalização

 

Passados mais de sete meses do início da pandemia da Covid-19, já é possível mensurar seus impactos no mercado de Tecnologia da Informação e avaliar quais produtos e serviços cresceram nesse período. Para isso, a IDC acaba de concluir um estudo em que combina os resultados apurados desde o primeiro caso de Covid-19, na China, até o momento atual.

De acordo com o gerente de pesquisa e consultoria em telecomunicações da IDC Brasil, Luciano Sabóia, a pandemia acelerou projetos de conectividade e de experiência do consumidor, que devem ganhar novo impulso após a crise: 44% indicaram que vão aprimorar suas iniciativas de conectividade e 38% vão aprimorar suas iniciativas de Customer Experience.

Além disso, ganharam importância os serviços em cloud considerados fundamentais para colocar as empresas em outro patamar de digitalização. “Hoje a estratégia das organizações é utilizar a TI como pilar para melhorar o desempenho do negócio. No Brasil, as empresas têm avançado para obter uma TI flexível, tanto em termos de custo como de operações”, explica Sabóia. É neste contexto que a tecnologia passa a ter papel fundamental nas top três prioridades apontadas pelas empresas brasileiras: redução de custos (55,7%); aumento de produtividade (50,7%); e criação de novos produtos e serviços (33,7%).

Sabóia explica que a pandemia fez com que o mercado vivesse em poucos meses todas as fases de uma crise. “Houve um momento de desaceleração, depois a recessão e adiante teremos a retomada do crescimento e a recuperação, que já chegará transformada digitalmente”, prevê. A análise da IDC mostra que grande parte das empresas – 54% - ainda está na fase de desaceleração de suas atividades e que 20% estão na fase de recessão. “Para estas 74%, as decisões têm sido tomadas com muito pragmatismo para atender este momento”, diz, lembrando que apenas 8% estão na fase de retomada e 4%, na fase de recuperação.

Independente da fase vivida, todas as empresas pesquisadas passaram por transformações que serão definitivas. Sobre as áreas que serão permanentemente transformadas por causa da pandemia, 66% das empresas apontaram a ativação digital dos processos de negócios, com mais automação, colaboração e compartilhamento de dados, e o trabalho em home office. O modelo de engajamento de cliente também muda definitivamente para 62% das empresas e, para 56% delas, a diversificação da cadeia de suprimentos será transformada.

Na ponta do cliente, a pesquisa também indica mudanças de hábitos que permanecerão após a pandemia: 52% dos consumidores reconhecem que comprarão mais online e que ficarão online mais horas por dia. Outros 45% acreditam que haverá mais opções para aulas online e 42% afirmam que comprarão produtos mais saudáveis. “Os canais digitais ganham importância, o que está obrigando as empresas a habilitarem e escalarem essa capacidade de maneira imediata. Esse momento atuou como catalizador”, avalia.

Diante desse quadro, a pesquisa pediu aos entrevistados que indicassem quais suas três prioridades para o que resta de 2020 e para 2021. Segundo Sabóia, a ponderação das respostas mostra que conectividade para integrar colaboradores, força de trabalho e parceiros é prioridade para 44% das empresas. Depois, iniciativas de Customer Experience para 38%, e finalmente a participação em novos ecossistemas digitais, para 34%. “Tudo isso vai acontecer em ambientes de cloud, porque essas empresas precisam de flexibilidade para ajustar a demanda quando necessário. Com isso, começamos a ver o CIO como enabler dos negócios e entregando tecnologia para que a performance seja a desejada”, avalia, ressaltando que, neste contexto, o setor de IaaS (Infrastructure as a Service), deve crescer 27,2% no mercado brasileiro.

Oi Soluções

A Oi Soluções tem portfólio completo e integrado de Segurança, Cloud & Data Center, Colaboração, IoT, Big Data & Analytics, Aplicações Digitais e Serviços Gerenciados, além da conectividade de fibra para dados, internet e voz. Com presença nacional e atuação de forma regionalizada para atender as demandas específicas de cada mercado, a Oi Soluções está presente nas maiores empresas públicas e privadas do país. São mais de 1.500 executivos para atender exclusivamente o segmento corporativo, sendo a carteira de clientes composta por 57 mil empresas dos mais variados setores.

 

Vamos construir um futuro juntos?
CONHEÇA NOSSAS SOLUÇÕES EM CLOUD

Você pode gostar

Usamos cookies pra melhorar sua experiência de navegação, personalizar conteúdos e anúncios. Pra mais informações, veja nossaPolítica de Privacidade. Fechar