Hora de pensar em segurança | Grandes Empresas

Soluções em Pauta

Hora de pensar em segurança

Hora de pensar em segurança

DEBATER 11/11/2021

Nesta entrevista ao Soluções em Pauta, o gerente de marketing da Oi Soluções, Renato Simões, fala sobre o aumento das ameaças digitais e sobre o produto de segurança SIEM

 

Um dos efeitos negativos da aceleração da digitalização da economia foi o aumento das ameaças digitais às empresas e seus dados. Este crescimento tem colocado a segurança em posição de destaque nas estratégias das empresas, já que proteger seus dados, e os de seus clientes, tem se tornado cada vez mais crítico. Na entrevista abaixo, o gerente de marketing da Oi Soluções, Renato Simões, conta ao Soluções em Pauta como o mercado vem reagindo e como a empresa vem ajudando seus clientes.

- As empresas estão mesmo sob ameaça?

Sim, especialmente no Brasil. O país está entre os dez mais atingidos por ataques virtuais em todo o mundo. Só no primeiro trimestre de 2021, foram três bilhões de tentativas de invasão. Em escala global, a União Internacional de Telecomunicações (UIT), agência da Organização das Nações Unidas especializada em tecnologia da informação, previu que até o final de 2021 o mundo teria perdido até US$ 6 trilhões em dados financeiros e pessoais.

- E nós estamos prontos para enfrentar essas ameaças?

Estamos nos preparando. Em 2020, o Brasil passou do 71º para o 18º lugar no Índice Global de Segurança Cibernética, da UIT, que avalia justamente o compromisso dos países em responder a estas ameaças. O estudo avalia o desempenho de 193 países e, nas Américas, estamos atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá.

- O mercado corporativo tem acompanhado essa evolução?

Quando falamos em empresas, ainda há um certo descompasso entre o discurso e a prática. O Índice de Excelência em Tecnologia e Inovação (INEXTI), lançado em 2021 pela Oi Soluções, aponta que a maioria das empresas demonstra preocupação com o tema, mas seus investimentos em segurança não traduzem isso. Por exemplo, apenas 36% das 200 empresas de médio e grande porte têm seus ambientes de segurança totalmente monitorado. Na outra ponta, 18% delas não contam com qualquer tipo de monitoramento.

- Mas, no geral, as empresas estão se preparando?

Sim. O mercado de segurança digital tem crescido. Entre 2019 e 2020, a Oi Soluções registrou um crescimento de 60% na receita vindas destas soluções. No primeiro semestre de 2021, o crescimento foi de 15% em relação ao mesmo período do ano anterior.

- De onde vem esse crescimento?

Ele é consequência do aumento na procura por produtos e serviços cada vez mais completos, que são desenvolvidos para dar conta do aumento da quantidade, da diversidade e da complexidade dos ataques.

- E como a Oi Soluções tem respondido a essa demanda?

A Oi Soluções conta hoje com uma série de soluções de segurança cibernética que inclui os serviços Segurança de Perímetro (MSS), Anti-DDoS, DNS Security, Endpoint Security EDR, VPN Corporativa, Autenticação Multifator, Análise de Vulnerabilidade, Web Application Firewall, Casb SaaS (Cloud Access Security Broker — Software-as-a-Service), Casb IaaS (Cloud Access Security Broker), MSS Firewall Virtual+SOC e Pentest. A esse portfólio incluímos a solução SIEM (Security Information and Event Management), que atende empresas com alguma maturidade em seus componentes de segurança e que podem levar o potencial de monitoramento a um outro nível.

- Quais as soluções mais procuradas?

O MSS, serviço de segurança de perímetro, tem grande procura pelas empresas, já ultrapassa os 100 clientes, que somam mais de 4 mil firewalls para monitoramento e gestão de segurança cibernética. A receita gerada por este serviço cresceu 23% em 2020. Já o número de consumidores do Security Operations Center (SOC) aumentou 50% de janeiro a dezembro de 2020 e somou mais de 30 TB de tráfego mitigado, o equivalente a aproximadamente 6,6 milhões de músicas.

- E a solução SIEM? O que é e que tipo de demanda ela atende?

É uma solução de gerenciamento de informações e eventos de segurança, capaz de centralizar e correlacionar os eventos gerados por aplicações diversas, como firewalls e antivírus, proxy, servidores em geral e IPS, possibilitando a identificação e resposta em tempo real. O sistema aumenta exponencialmente a capacidade de analisar informações com agilidade e de forma integrada em um dashboard. Usando inteligência artificial, a SIEM identifica quando um login de usuário faz acesso de um local onde ele não costuma trabalhar, ou identifica uma máquina que está tentando acessar a rede sem sucesso e com insistência incomum, por exemplo.

- De que forma isso acontece?

Disponível na nuvem (SaaS), o SIEM tem como uma das principais vantagens o direcionamento do trabalho do analista de segurança para os eventos mais importantes do ambiente monitorado. Sem a solução, é preciso analisar cada ocorrência individualmente, o que pode ser inviável dependendo do volume de dados. Com a coleta e agrupamento das informações é possível aplicar uma série de análises, classificar a gravidade dos eventos e gerar relatórios de alerta sobre atividades potencialmente maliciosas em tempo real. As empresas conseguem ganhar mais eficiência no monitoramento e ainda contam com o suporte integral do nosso Centro de Operações de Segurança.

 

 

Vamos construir um futuro juntos?
CONHEÇA NOSSA SOLUÇÃO SIEM

Você pode gostar

Usamos cookies pra melhorar sua experiência de navegação, personalizar conteúdos e anúncios. Pra mais informações, veja nossaPolítica de Privacidade. Fechar